Tag Archives: compras

Educação Financeira ou Alienação Financeira?

15 Out

Milhares de livros nos ensinam como ficar rico, como economizar, como deixar de comprar e outros temas mais sobre educação financeira. Será que quando compramos, estamos realmente abertos a assimilar tudo que eles dizem ou na primeira semana até seguimos e depois o livro e seus ensinamentos são colocados na gaveta?
Vamos qualificar!  Entender o que se passa com as nossas finanças, com o nosso sentir. Nosso sentir sim, pois ele influência diretamente nas nossas escolhas, na escolha do momento da compra e no que adquirimos.  Entender de onde vêm os grandes erros de consumo. Procurar ajuda. Uma ajuda “face to face”, pois é muito melhor do que “engolir livros’. O livro nao consegue identificar, o que identificamos através do olhar o que está acontecendo na vida do ser gastante. Pode ser uma fase, sentimentos, diversos fatores. E com isso só uma ajuda pessoal e não literária.

Não digo para não comprarem livros sobre esse assunto, mas cuidado. Muitos deles dizem para cortar o cartão de crédito em pedacinhos, diminuir o limite. Eu não acredito em cortar o mal pela raiz. Desde pequena, isso nunca fez efeito na minha educação. Mas a conversa sincera e entendimento de quem sou e em que momento estou.  Não pense que os livros são a salvação. Pois muitas vezes não estamos no momento de assimilar tais ensinamentos.

Entenda seu momento, entenda seu bolso, entenda a sua vida. Somente assim, poderá buscar a ajuda que realmente fará diferença na sua conta bancária.

Você sabe usar o seu Dinheiro??

27 Jun

O mês de junho está indo embora, com ele se foi o outono, chegou o inverno e com essa troca de estações: o famoso “Sale” está na área. O post será para refletirmos se sabemos usar corretamente o nosso dinheiro. Em conversas com amigas chegamos sempre a mesma conclusão, que algumas vezes não empregamos bem o nosso $$$. Seja a compra errada de um produto, a aquisição em um momento incorreto de um serviço ou até mesmo a não aplicação em poupança, fundos ou ações.

Em junho eu faço aniversário, sei que no fim dele acontecem as promoções nas lojas de roupas, sapatos e acessórios. Então não saio adquirindo vários produtos porque é meu aniversário e tenho que comprar presentes. Eu compro um vestido novo para jantar com algumas pessoas que amo e só. Deixo para “exercer” a famosa frase que preciso comprar porque é meu aniversário e eu mereço somente no final do mês. Além do “sale”, tenho o desconto por ser aniversariante e ainda se pago a vista, mais desconto. Quero outra vida??!!

Já o serviço que não era para ser contratado, acontece quando queremos provar algo para o outro, para o mundo que não está enraizado no momento na gente e se estivermos brigados com o sentir? Cometemos loucuras. A matrícula na academia é um caso típico. Vejo algumas pessoas que cometem esse erro, digo erro porque se matriculam e não vão se exercitar. Jogam o dinheiro fora.

Quanto a reserva dos 10% ou 20% do salário para aplicação é importante saber qual o seu grau de tolerância a riscos, conhecer se o seu perfil é conservador, moderado ou agressivo. Com essa resposta, conseguirá aplicar corretamente seu dinheiro. Hoje em dia, há diversos programas que auxiliam a entender quem você é. Também vejo algumas pessoas que têm aversão ao risco, aplicando na bolsa e quando ela tem uma queda, entram em desespero, resgatam as ações em momento errado e perdem dinheiro.

Então, estamos propícios o tempo inteiro a gastar o dinheiro de forma errada, o importante é estar sempre atento aos nossos atos, pois sempre há tempo de acertar.

Sou seduzida ou me deixo seduzir pelo consumo?

14 Jan

 

Com a loucura do Natal e as diversas promoções acontecendo em todos os shoppings do Brasil, fica a pergunta: Sou seduzida ou me deixo seduzir pelo consumo?

A publicidade está o tempo todo querendo atingir uma grande massa da população para a aquisição desenfreada dos produtos propostos. Gino Giacomini Filho afirma que “a publicidade nasceu com o propósito de fomentar a transação econômica, principalmente diminuindo a resistência do consumidor”.

O consumidor se deixa atrair pelas “armadilhas” da comunicação, por desejar alcançar um bem-estar e o paraíso prometidos com a aquisição do produto/serviço. Tudo parece mágico, tudo se transforma, a vida fica bela quando se compra o que era desejo e se tornou necessidade. Não existe defesa contra essa obrigação. Existe o querer da sedução.

O sociólogo Zygmunt Bauman, argumenta que “a liberdade do consumidor significa uma orientação da vida para as mercadorias aprovadas pelo mercado, assim impedindo uma liberdade crucial: a de se libertar do mercado, liberdade que significa tudo menos a escolha entre produtos comerciais padronizados.”

A liberdade individual foi tirada, não há escolha no consumo. Os produtos são embutidos na mente pela mídia. Comprar se tornou coletivo e não pessoal. A coletividade acontece quando há o ato de querer agradar ao outro para simplesmente estar inserido em uma tribo. Não há a liberdade para não comprar, o que ocorre é a prisão da comunicação para adquirir algo.

Refletir a cada possível compra é preciso!!!Refletir para não se endividar é necessário!!!Refletir para não ser marionete da comunicação é obrigação!!!

O querido cartão de crédito

14 Jun

O cartão de crédito é o melhor amigo de qualquer pessoa, das mulheres então… best forever. Foi a melhor invenção, Becky Bloom eterna. Se estamos deprimidos compramos, se estamos felizes também.Como resistir a nova coleção na vitrine quando vamos ao shopping, como não comprar aquele sapato que é tudo na vida e aquele vestido que foi feito especialmente para você.  O mundo da moda conspira contra o nosso bolso. Quem nunca viu uma mulher passar com uma bolsa maravilhosa, correu para alcançar, enxergou a marca e foi até a loja adquirir o bem mais precioso naquele momento? Nós somos escravas do consumo, ele nos chicoteia constantemente. A dor é maravilhosa, melhor que comer chocolate.

A advertência é o PARCELAMENTO, ato perigoso que leva a pessoa ao suicídio financeiro. Quem não gosta de dividir suas compras em parcelas quase imperceptíveis? O rompimento definitivo da relação ocorre quando há o PAGAMENTO DO MÍNIMO.  Morte! Devemos tomar muito cuidado com o DINHEIRO DE PLÁSTICO, ele não sai na hora da nossa conta, mas deixa um buraco enorme no próximo mês.

 

Vocês querem conhecer a história do cartão de crédito? Cliquem: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cart%C3%A3o_de_cr%C3%A9dito

Mães Empreendedoras

Ideias e dicas de negócio para empreendedoras

studiofatimatoledo

Centro de Preparação para Cinema

Lala Rudge e Maria Rudge

Blog da Lala Trussardi Rudge e Maria Albuquerque Piva Rudge sobre moda, beleza, maquiagem, dicas makeup, desfiles e look do dia, lookbook

Comunicação e Tendências

Tendências em Comunicação, Marketing e Novas Tecnologias

Época Negócios - Coffee Break

Um papo informal sobre o mundo dos negócios

Quero consumir

Construção de identidades

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.